Liderança e a Influência das Gerações

A palavra liderança tem origem no termo em inglês leader, que significa líder. Em inglês, liderança é traduzida para leadership. Ex: He is a good boss because he has good leadership skills / Ele é um bom chefe porque tem boa capacidade de liderança.

Contudo o processo de liderança tem passado por mudanças de gerações que necessitam ser atualizadas de tempo em tempo ajustando a forma de comunicar, delegar, liderar e principalmente de oferecer feedbacks pontuais.

No decorrer do tempo ocorrem várias transformações tanto no âmbito tecnológico, econômico, social e principalmente, no comportamento das pessoas, desta forma, surgem novas gerações com pensamentos, histórias, atitudes e valores distintos.  Geralmente, dentro das organizações encontramos até quatro gerações de colaboradores. Vejamos a seguir as principais características das gerações:

– 1946 a 1964: Baby Boomer: profissionais focados na reconstrução do mundo devido à 2º Guerra Mundial. Desejam estabilidade, carreira sólida e aposentadoria tranquila. Valorizam a experiência de trabalho e seguem rigorosamente a hierarquia organizacional. São fiéis ao seu trabalho e vestem realmente a “camisa da empresa”. Surgiram nesta época os empreendedores, empresários de sucesso e são os presidentes das empresas de hoje.

– 1965 a 1979: “Geração X”: profissionais focados no emprego. Trabalham visando à segurança financeira. Presenciaram o Downsizing corporativo o qual girava em torno da segurança no emprego.

– 1980 a 2000: “Geração Y”: profissionais que nasceram em uma revolução tecnológica, em meio à globalização, diversidade de culturas e mudanças organizacionais. Estão dispostos a aprender constantemente e participar dos processos e decisões organizacionais. Seu foco é o desenvolvimento profissional e ascensão de carreira em curto espaço de tempo.

 – 2000: “Geração Z”: profissionais que nasceram na era digital, conseguem realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, sempre está em busca de novos desafios.

– 2000 até os dias atuais. “Geração.com”: maior acessibilidade a internet, fazendo com que as ferramentas digitais tenham se transformado em algo indispensável tanto no âmbito social e profissional como por exemplo:  Facebook, MSN, Skype, Orkut, Twitter, Snapchat, Pintrest, Linkedin e Instagram. Profissionais que estão sempre conectados e trabalham de forma interativa com apoio da tecnologia e sistemas informatizados.

É essencial que dentro das organizações exista sintonia entre as gerações, pois sempre um profissional precisará da ajuda do outro para realizar as tarefas.  O maior desafio no mundo corporativo, atualmente, é adaptar sua gestão para o novo perfil dos colaboradores sem esquecer a cultura organizacional, respeitando as diferenças e fazendo com que as gerações convivam de maneira saudável e entreguem resultados positivos.  É primordial conciliar as necessidades das gerações tornando os objetivos comuns a todos.

É necessário que a organização tenha muita consciência no momento em que for atrair, reter e manter os profissionais da geração “Y”, pois devem criar um ambiente envolvente e estimulante, propício a inovação. Por outro lado, as organizações também devem prestar a devida atenção aos “Baby Boomers”, oferecendo segurança no trabalho e atribuindo responsabilidades de Mentoring, as quais eles sintam-se reconhecidos.

A geração “X” viu o Brasil ser censurado. São mais introspectivos, desta forma, a organização deve trabalhar fortemente no desenvolvimento de suas habilidades e engajá-los na nova Era.

O “Baby Boomer”, geralmente, é o dono ou o presidente da empresa em que as gerações “X” e “Y” trabalham hoje. Enquanto a geração “Baby Boomer” considera o trabalho como a principal razão da vida, a geração “X” possui foco no emprego e as demais gerações, como a “Y” está mais interessada na ascensão de carreira, oportunidade de aprendizagem e novos desafios.  A geração “X” tem a capacidade de gerar resultados por meio de processos e normas estabelecidas. A geração “Y” vem com respostas rápidas, inovação, criação de novas ideias e utilização da informática. Esta geração questiona diversos assuntos e não ficam presos a um único emprego. Já a geração “Z” realiza diversas atividades ao mesmo tempo, é voltada totalmente a tecnologia, são abertas as mudanças e têm muita informação que precisam ser convertidas em conhecimento.  E a “geração.com” é aquela em que as pessoas estão sempre conectadas seja pelo celular, computador, entre outros. Trabalham e se interagem simultaneamente em tempo real pelas redes sociais.

O que não deve ocorrer nas organizações são conflitos em relação às gerações. Cada geração possui pessoas competentes e talentosas que podem se complementar agregando qualidade organizacional.  Cada pessoa possui seu valor e juntos podem trocar conhecimento e experiência. Cabe a área de Recursos Humanos somar as competências das diversas gerações e transformá-la em resultados positivos. É necessário compreender as características de cada geração e extrair o melhor de cada profissional.

Hoje as pessoas da geração “Z” estão com aproximadamente 18 (dezoito) anos de idade e em alguns anos já estarão concorrendo às oportunidades do mercado de trabalho. Esta geração já nasceu conectada ao mundo digital, possuem uma rápida assimilação das informações, que devem ser transformadas em conhecimento de valor, conseguem se concentrar em várias atividades ao mesmo tempo e sua visão de trabalho está relacionada a desafios e superação.  Em cada época surgem novas tendências e o profissional chega com um novo propósito no ambiente de trabalho. É preciso que os “Baby Boomers” tenham consciência de que o crescimento profissional é reflexo de seu desempenho.

A geração “X” deve enxergar além dos muros organizacionais, perceber e sentir as transformações ao seu redor.

Com maturidade, discernimento e sabedoria a geração “Y” terá um futuro promissor, será fundamental redirecionar um passo de cada vez sem perder de vista seus objetivos.

GOSTOU DO ARTIGO SOBRE LIDERANÇA? FAÇA O DOWNLOAD GRATUITO DO E-BOOK COMPLETO “LÍDER DE SUCESSO”

Imprimir Este Artigo
Please follow and like us:
Paulo Paiva

Paulo Paiva

Paulo Paiva é Palestrante, Empresário, Coach, Consultor, Psicanalista, Escritor, Terapeuta Transpessoal e Master em Programação Neurolinguística. É graduado em Administração e Especialista em Gestão Executiva em RH e Gestão Estratégica de Pessoas. Autor livros, de diversos artigos para sites, revistas e jornais especializados em Recursos Humanos, gestão, carreira e administração, Paulo é considerado o “Gestor de Almas” das organizações por sua maneira de desenvolver pessoas de forma provocativa e holística, integrando Corpo, Mente e Alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato

Telefone

+55 15 3342.4295
+55 15 99781.4797
+55 15 99692.5181 (Whatsapp)

E-mail

contato@paulopaivapalestrante.com.br